“O que menos gostei, não tenho que referir porque não tenho razão para o fazer!
O que mais gostei foi todo o atendimento desde a recepção, à cirurgia, o melhor que podia ter. Como mulher não deixar de referir os bordadinhos nos lençóis como nos paninhos de tabuleiro. Recomendo. Recomendo…

Ainda há hospitais com muito carinho e amor para dar…”

APFS
Utente da Aroeira, Almada